Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Alok fala de preconceito por gravar com sertanejo: ‘Música é para unir e não segregar’ - VIDA SERTANEJA RÁDIO

Alok fala de preconceito por gravar com sertanejo: ‘Música é para unir e não segregar’

Em sua nova música, Luan Santana trocou o violão sertanejo pelas remixagens e os sintetizadores do DJ Alok. Juntos, os artistas acabam de lançar “Próximo amor”, em que a protagonista da história está em dúvida sobre os próprios sentimentos por conta de uma antiga relação.

— Foi uma grande experiência colaborar com Alok e transitar em outros ritmos e sons sem deixar de falar do amor — diz Luan, que é autor da música com Rafa Torres e Marcos Arrocha; a Alok, coube a produção do single.

Eleito recentemente o 13º melhor DJ do mundo pela revista “DJ Mag”, Alok afasta qualquer tipo de preconceito por gravar com artistas de gêneros comerciais. A parceria com cantores sertanejos, por exemplo, não é uma novidade: Matheus e Kauan, com “Suave”, e Simone e Simaria, com “Paga de solteiro feliz”, são algumas das colaborações já lançadas.

É desafiador lidar com estilos diferentes de gêneros musicais, que fogem do que estou acostumado a trabalhar. A música é para unir e não segregar, e o mais bonito é isso. Porém, as pessoas ainda demoram um pouco para entender. Quanto mais eu lido com maneiras distintas de criação, mais eu sei exatamente o que criar — diz o DJ.

Lançar uma canção juntos era um desejo antigo dos dois, que se encontram com frequência em festivais. Mas deu trabalho conciliar as agendas dos artistas.

— Alok é um cara supertalentoso. Não é de agora que estamos conversando sobre essa parceria, mas tudo tem sua hora certa — diz Luan.

Além dos sertanejos brasileiros, Alok lançou músicas em parceria com Ina Wroldsen, Yves V e Gavin James, e sonha com outros artistas:

— Quero muito lançar algo com Seu Jorge e, entre os internacionais, The Chainsmokers seria algo bem legal.

 

Fonte: EXTRA

Deixe seu comentário:

REDE VIDA SERTANEJA